Archive for novembro \24\UTC 2009

NAMORE UM BARRIGUDINHO !

novembro 24, 2009

   [ Tenho um conselho valioso para dar aqui: se você acabou de
 conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a
 imaginar o dia do  seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora
 e me escute! Na próxima  vez que encontrá-lo, tente disfarçadamente
 descobrir como é sua barriga.
 
     Se for musculosa, torneada, estilo `tanquinho´, fuja! Comece a
 correr  agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria,
 vai por  mim.
 
     Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma
 barriguinha  de chopp. Se não, não presta. Estou me referindo àqueles
 que, por não  colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os
 malditos  metrossexuais), acabaram cultivando uma pancinha adorável.
 Esses, sim, são  pra manter por perto. E eu digo por quê.
 
     Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de
uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso,
 é pra fazer graça pra turma e provavelmente será engraçado, mesmo.
Já os `tanquinhos´ farão isso esperando que todas as mulheres do recinto
 caiam de amores – e  eu tenho dó das que caem. Quando sentam em um
 boteco, numa tarde de calor,  adivinha o que os pançudos pedem pra
 beber? Cerveja! Ou coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá
 pedindo suco. Ou, pior ainda, um copo com gelo, pra beber a mistura
 patética de vodka com `clight´ que trouxe de casa.
 
     E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo
 de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa
 informação. E no quesito comida, os homens com barriguinha também não
 deixam a desejar.
 
     Você nunca irá ouvir um ah, amor, `Quarteirão´ é gostoso, mas você
 podia provar uma `McSalad´ com água de coco. Nunca!     Esses homens
 entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você
 também não precisa  estar. Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao
 exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma
 gordurinha aqui e ali não matará um relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo!
 Encontrou a sorte grande, amiga. Ele vai fazer pra você todas as
 delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o
 prato. Pelo contrário, ficará feliz.
 
                            Outra coisa fundamental:

             Homens barrigudinhos são confortáveis!
 
     Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela.
 Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta.
 Terrível!
 
     Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é
 conforto. E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a
 barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.
 
     Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo.
 
     Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a
 barreira do físico. E eles aprenderam a conversar,a ser bem humorados,
 a usar o olhar e o sorriso pra conquistar.. É por isso que eu digo que
 homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz.
                            

                              Dia Internacional da BARRIGA
 
     Você, homem, quem está cansado de lutar contra balança, que se
 olha no “espelho” e vê aquela barriguinha e inveja o vizinho que gosta
 de andar “peladão” mostrando o abdômen bem definido etc… não fique
 triste.
     Lembre-se que o “palhaço malhador” ficou na academia por horas,
 lembre-se de quantas cervas ele evitou, guloseimas nem pensar, e tudo
 isto prá que?
     Prá ficar na frente do espelho se achando bonitão?
 
                             
CHEGA DE VIADAGEM!
 
     O mundo inteiro sabe que quem gosta de homem bonito são os viados.
 Mulher quer homem inteligente, carinhoso, fofinho e principalmente
 RICO. Por isto está sendo lançado o dia 05 de Dezembro como o
DIA
 INTERNACIONAL DOS  BARRIGUDOS.
 
    Chega de ter a consciência pesada após beber aquela cervejinha, ou
 aquele vinho, e comer aqueles petiscos. Vamos lotar os bares e
 restaurantes, vamos derrubar todas as cervas, vinhos, coca-cola e
 caipirinhas, comer aquela feijoada, macaxeira com charque, coxinhas e
 torresminhos. Vamos detonar aquela picanha gorda e o chantili com
 morangos.
 
                 Chegou a sua vez!!    Salada, o caralho!!
 
     Nosso Lema: “Mais vale um barrigudinho bom de cama, do que um
 gostosão fracassado”.
     Nosso ìdolo: “Homer Simpson”.
     Nosso Dia: 5 de Dezembro, o dia Internacional dos Barrigudos.
 (Logo num sabádo, oh!)
 
P.S.: E mandamos um recado para você, “sarado gostosão”: Enquanto você
 malha, sua namorada está tomando cerveja num motel, com um barrigudo!
]
 

                

Praga de Bruxa aos nossos amores!

novembro 20, 2009

Eu desejo do fundo da minha alma que você seja feliz. Preferencialmente comigo, claro! Desejo que você transe todos os dias até o fim de sua vida. Mas desejo que seu desejo seja por mim. Desejo, caso você ainda me ame, que isso bata na sua cabecinha cada vez que você se deite com outrem, podendo ou não ter reações adversas já citadas muitas vezes neste Clube (e que nada suba, pois para bom entendedor, uma palavra basta!). Desejo que o meu lado da cama ainda seja meu e que seus sonhos ainda sejam comigo. Desejo que eu ainda seja a mulher mais gostosa do mundo para você – Acho que sou, portanto, não adianta perder seu tempo com histórias efêmeras.

Rezo todas as noites para você pensar em mim nos melhores e nos piores momentos, porque não agüento mais só “eu” lembrar de você; E Deus não pode ser tão injusto assim. Minhas preces precisam ser ouvidas. Preciso sentir o seu cheiro, seu corpo, seu desejo. Preciso sentir seu peso, sua mão, seus braços, seu suor nas minhas costas. Preciso das suas promessas. Preciso do ar que você respira porque sei que você precisa do meu.

Você é Jazz comigo, você é simbolismo comigo. Seu Rock and Roll é pouco abstrato sem mim e nem de longe podes ser concreto.

Você me é.

Preciso ir para cama com você. Você não entende… Eu preciso muito, senão posso morrer! Minhas pragas pegam, minhas pernas doem, minhas premonições acontecem, meu coração clama, meu corpo quer. Não adianta, você me deseja mais que tudo e você ainda me ama, melhor aceitar.

 Eu te amo.

Trilha Sonora: Ainda Vou Transar Com Você – Os Mutantes.

Mude!

novembro 19, 2009

A vida me ensinou muita coisa literalmente e olha que ainda não tenho 30, imaginem até lá quanta coisa ainda não vai me acontecer!

Resolvi desabafar aqui nesse refúgio chamado Clube da (des)Conquista.

Ontem, poderia ter sido uma quarta feira como qualquer outra, mas acordei diferente e não sei explicar! Senti que algo estava acabando mas também, não sabia o que era, algo estranho, intenso, triste, porém indolor. Mas hoje me dei conta que ontem eu acordei e percebi que eu havia perdido… perdido meu tempo, atenção, carinho, intensidade, vida, força, companheirismo, parceria, vontade, verdade, doação, desejo, felicidade entre tantas outras coisas, mas quero deixar registrado que não perdi oportunidade, tesão e sexo, porque afinal de contas eu ADORO! Mas com todas essas perdas eu precisava me reencontrar e isso aconteceu ontem! Pode até parecer complexo pra quem lê, mas se você já passou por isso, sabe do que estou falando e se ainda não passou certamente vai passar um dia.

Cada relação é única, feliz ou não, teve importância e SÓ! Não devemos ficar criando um conto sobre cada relação, fazendo com que vire um livro, a menos que você tenha a real intenção de um dia publicá-lo. Então, sigamos adiante, brilhando e gradecendo a oportunidade de sermos felizes e fazermos alguém feliz, esse é o principal objetivo da vida, se não tentar ao menos ser feliz, nada terá valido a pena.

E é isso ai, muito AXÉ em Salvador na virada! Saúde e Amor para aqueles que amo, que virei a amar, para todos aqueles que de certa forma fazem parte da minha vida, seja no trabalho, na vida e para todos os leitores desse nosso cantinho tão especial.

Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente
E quando a mente muda a gente anda pra frente
E quando a gente manda ninguém manda na gente

Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura
Na mudança de postura a gente fica mais seguro
Na mudança do presente a gente molda o futuro

(Gabriel o Pensador)

 

Trilha Sonora: Até Quando / Gabriel o Pensador

Mais um texto de leitores!

novembro 17, 2009

O Clube tem recebido diversos textos leitores, tanto que postamos o conto erótico do Escritor de Contos e outro texto do Dave Lombardi. Ontem recebemos mais um texto de uma leitora, mas ela pediu para não ser identificada, portanto, aproveitem!

“Muitas vezes vejo um homem interessante, aliás, o tempo todo.

Eu particularmente tenho alguns critérios de seleção e só certos “tipos” me atraem, mas deixando a conquista de lado, posso dizer que todos os homens são interessantíssimos, embora nem todos me atraiam, já outros…

Tem aquele tipo que eu geralmente comparo com um vestido, sabe aquela sensação de olhar para o vestido da vitrine da loja e pensar: “que maravilhoso, lindo, amei, quero pra mim, pago o preço que for”, mas na seqüência me deparo com a seguinte situação: “eu não tenho onde usar”.

Então homem vestido pra mim. É aquele para eu ficar olhando, pensando, imaginando, mas no dia-a-dia não funciona, não combina com o meu guarda roupa. Outro tipo, homem cutícula fina, sabe aquela pessoa que tem a cutícula bem fininha, tenho a impressão que ele não tem força, não tem atitude, passa a vida sem grandes desgastes por isso a cutícula não sofre alterações, está igual ao dia do seu nascimento. Logicamente eles até podem ser interessantes, mas no meu ponto de vista é muito broxante para um homem vivido. Existem outros tipos que ainda não consegui classificar, mas logo a minha imaginação vai dar conta disso.

Comecei a escrever sobre isso porque ao me deparar com a foto de uma garota no Orkut eu logo pensei no namorado dela. Ele é sim um homem interessante, mas ela é uma garota sem cutículas. Então pela lógica, ele não deve ser tão interessante quanto imagino, pois homens interessantes têm atitude. Acho melhor ele largar ela, ou levá-la urgentemente ao salão de beleza e pedir pra manicure tirar a cutícula dela bem funda e na seqüência pintar as unhas de vermelho”.

 Por L.C

Conto Erótico!

novembro 13, 2009

Ahhh fui pega de surpresa…

O Escritor de Contos, disse que depois do evento, ele foi pra casa, tomou banho e ficou pensando em mim… o interessante disso tudo, é que mal nos falamos, estávamos trabalhando muito! Acho que nem vamos nos ver de novo, mas cada vez mais, tenho certeza que o desejo é assim, não escolhe hora e nem lugar!

Eu tirei algumas partes! Mas tá aí… Bem Legal!  😛

Tarde de Sol 

Certo dia, estava na piscina do clube quando olhei pro lado e vi um grande amigo, fiquei surpresa não sabia que freqüentávamos o mesmo clube. Quando me viu, sorriu e veio até mim, ficamos conversando, o clube estava meio vazio por se tratar do meio da semana.

Pedi gentilmente que ele passasse óleo nas minhas costas, afinal sou muito branquinha e tenho que me proteger.

Humm suas mãos eram maravilhosas cheguei a ficar com o bico do meu peito duro, por isto tratei de dar um mergulho pra disfarçar pois não queria que me visse daquele jeito.

Assim que subi do mergulho ficamos conversando ele sentando a beira da piscina e eu dentro, ele estava de sunga branca bem colada ao corpo e dava pra ver perfeitamente o volume, e que volume…

Até que ele mergulhou também assim que subiu, nossos corpos ficaram bem colados. O chamei de sem vergonha, rs… E ficamos brincando na água. Percebi que ele me comia com os olhos, eu fazia questão de arrumar meu biquíni só pra passar a mão nos meus seios, ele começou a me elogiar e vez ou outra tentava chegar mais perto, mas eu relutava.

Tempos depois, saímos pra tomar algo, estava muito quente, porém a cantina estava fechada e saímos em direção à outra que fica há alguns metros dali, mas tínhamos que passar entre os prédios, os prédios do clube, foi então que ele me puxou pra uma sala e trancou a porta, perguntei o que ele pretendia e ele respondeu que queria me dar muita excitação.

Beijou muita minha boca, tentei sair, mas ele era muito forte, suas mãos percorriam meu corpo todo, puxou meu biquíni de lado e caiu de boca no meu peito, humm que boca deliciosa e como mordia gostoso… E eu sabia que ele tinha muita vontade de fazer aquilo, pois já havia dito várias vezes.

Era maravilhoso quando ele colocava meu peito todinho na boca! Sentia sua língua quente passar nele todinho, suas mordidas me tiravam o ar enquanto suas mãos percorriam meu corpo todo.

Não agüentei e enfiei a mão dentro da sunga segurei aquele pau grande e muito grosso, enquanto ele me chupava batia uma punhetinha deliciosa pra ele. Enquanto me beijava, mordia leventemente meus lábios me pegando pela nuca.

Até que ele me virou começou a morder minhas costas, nesta altura nada mais me importava queria ele todinho dentro de mim.

Ele ficou de joelhos, abaixou meu biquíni e começou a beijar minha bunda, morder minha polpinha e eu empinando cada vez mais pra ele. Deitei mais meu corpo até sentir sua língua lambendo minha bucetinha, que ficou ainda mais molhada, neste momento comecei a gemer de excitação, ele sabia me chupar exatamente como eu gostava sua língua todinha dentro de mim, suas mãos subindo e descendo pela minha coxa.

Ele me colocou em cima de uma mesa, beijou minha boca, mordeu meus seios e enfiou dois dedos em mim. Desceu com a boca ate minha bucetinha começou a lamber ela todinha.

Então, ele tirou a sunga olhou pra mim e disse que ia me comer bem gostoso. Disse que ia colocar tudo! E foi colocando bem devagar com toda carinho, e claro beijando meu peito, até entrar tudo!

Começou a socar cada vez mais rápido eu já não me agüentava de tanto excitação, comecei a gozar feito louca, mordendo seus braços fortes, mandando ele mamar no meu peito.

Quando eu achei que já tinha gozado tudo ele me pos no chão me mandou empinar pra ele, tratei de obedecer, ele socou todinho em mim, disse que ia gozar,

Quanto mais eu gemia e rebolava mais ele metia gostoso em mim. Ate que senti seu gozo dentro de mim a ponto de escorrer pelas minhas pernas, ficamos um bom tempo abraçado nos beijando curtindo todo aquele êxtase e combinamos não tocar mais no assunto e que aquilo seria um segredo nosso, só nosso…

 

Trilha Sonora: Quequ’un M’a Dit – Carla Bruni

Eu já brochei!

novembro 9, 2009

Sub Título: (e já brocharam muito comigo também!)

Eu não sei como acontece com as outras mulheres, mas eu já brochei. É meio assim: De repente, eu perco a vontade. As coisas ficam sem graça e sem sentido, bem na hora H. Mulher não tem “membro” para demonstrar que não rola, mas assim como o homem, muitas vezes se esforça para resgatar sua vontade.

Também já passei por algumas situações em que o parceiro brochou. No começo, achava que a culpa era minha, mas muitas vezes o nervosismo, o álcool, o local e a situação não foram favoráveis e “eles” não funcionaram.

Essas coisas acontecem, é fato!

Eu já fui muito afim de um cara. Não sei por que, mas o que rolava era uma curiosidade, uma sede, algo que eu não entendia o que era, mas sabia ser correspondida. A gente se pegou algumas vezes, nada demais. Mas lembrava do cheiro dele, do beijo dele, e sempre fiquei com um gostinho de quero mais.

Ele é um fofo, um cara que pela aparência nunca diríamos isso. Na primeira vez que transamos, foi uma “meia” transa, porque ninguém tinha dormido, tínhamos exagerado na bebida e não foi muito legal. Depois disso, ficamos muito amigos, confidentes até, posição que me conforta bastante, pois gosto da amizade com homens (eles são bem mais claros e objetivos que as mulheres!).

Enfim. Numa segunda tentativa, depois de meses de amizade, a frustração continuou a mesma e até se acentuou. Numa tarde de sol, tentamos. A começar que me senti beijando um “irmão”. Normalmente, amigos que se “pegam” não funcionam muito, apesar da intimidade escancarada. Não me senti a vontade para nada, não era o mesmo beijo de antes, não tinha a mesma temperatura de antes. Mas o cheiro dele era o mesmo, e aquilo, de alguma forma, me motivava a querer continuar (o cheiro dele é delicioso!).

Ele brochou. Pois é… Depois de tanta espera, eu estava indecisa e ele brochou. Tá, eu sei, a culpa não foi minha, mas ele brochou e eu fiquei a mais encanada do mundo com isso. Tentamos, tentamos muito, e quando começou a foda a coisa começou a funcionar, eu fiquei menstruada. Eu perguntava pra Deus: Tinha hora PIOR pra essa menstruação vir? Logo eu, que sou tão regulada, logo comigo, adiantou 3 dias? Por que meu Deus?

Levantei, fui ao banheiro morrendo de vergonha. Tomado pela gentileza, ele disse para eu desencanar disso. E eu fui embora sem ao menos entender porque as coisas acontecem para o nosso bem, mesmo em situações tão delicadas.

Na verdade, quem brochou fui eu e no fundo, eu e ele sabemos! (Mas a culpa dele ter brochado não foi minha, risos). Do mesmo jeito que já passei por situações em desistir na hora H, dentro do Motel, porque isso é livre arbítrio. Nós temos o direito de agir sobre o nosso corpo. Do mesmo jeito que prego a liberdade sexual das mulheres, prego também a igualdade sexual entre os homens e as mulheres.

E viva o Sexo Verbal, porque sem ele, o Clube da des(Conquista) não existiria!

(E aos personagens dos nossos textos, por favor, nunca exporíamos vocês ao ridículo, por isso, nomes NUNCA são citados).

Trilha sonora (desta história): The Buzzcoks – What do I Get?