Archive for janeiro \29\UTC 2010

Nós temos um caderninho!

janeiro 29, 2010

Nós temos um caderninho. Neste caderninho, anotamos algumas coisas que queremos, sonhamos ou experiências pelas quais vivemos. Esse caderninho é único, e mora na casa de uma de nós. Quase uma caixa de Pandora.

Certa vez, criticamos nosso próprio caderninho. Julgamo-nos crianças por tê-lo, mas no fundo, ele serve como controle de nossa vida, coração e o que queremos para o futuro. Muitas vezes, mulheres ficam presas no passado, achando que estes carmas devam permanecer em suas / nossas vidas. Mas o caderninho é algo construtivo.

Escrevemos o que queremos, o que aspiramos e refletimos acerca do nosso passado. Também conseguimos constatar o quanto fomos caridosas em permitir que uns quaisqueres habitassem nossa vidinha por poucas horas.

O pequenino foi presente da Priscila, no natal de 2008. Não imaginávamos o que ele viraria. Estávamos na praia e começamos a escrever coisas por lá. Desde colocar na ponta do lápis pessoas especiais com quem tivemos algo, a pontuar acontecimentos banais em nossa vida sexual.

Depois de mais de um ano, resolvemos abrir a caixa de Pandora novamente e nos deparamos com tantas diferenças de nosso passado para a nossa atual vida. E mais uma vez, pudemos constatar que somos mulherzinhas modernas que convivem tranquilamente com o sexo e a cidade, e tudo que ele pode trazer de vantagens (e desvantagens) para o nosso cotidiano.

E cacete, como a gente deu para caras que não prestam! E isso é absurdo, porque a gente perde tempo com uns tipinhos. Até policial, produtor, advogado tem na lista. Mas algumas pessoas valeram tão a pena, pois destas tiramos referências, gostos, amizades e vemos o quanto alguns homens tem realmente H de verdade e são pessoas que nos fazem sorrir. Não… Não significa que sentimos algo por eles, mas que relacionamentos constroem.

Presente não se constrói sem passado, mas o passado precisa saber onde ficar e quando ele viaja no tempo, lutamos para que as coisas sejam escritas conforme seu destino.

Portanto meus caros leitores, um caderninho deve pontuar o que construiu você e devemos riscar, sem menor pudor, aqueles que nos prendem e não nos fazem crescer. Um conselho: Faça você sua lista e risque aqueles que não valem a pena fazer parte do seu futuro, assim, você conseguirá construir um novo você, com novos objetivos.

E para os solteiros, disponham um tempo colocando quais são seus objetivos (sim, pessoas… rs). Coloquem na lista quem vocês querem “pegar”, não querem, quem vocês querem sair para um encontro romântico ou uma noite caliente. Tudo vale a pena. Mas revise esta lista, olhe o Curicullum Vitae de cada pessoa. Seu ano deve ser um ano diferente! E também deixe claro para você o que você quer e para a outra pessoa também. Quer um romance? Quer um affair rápido? Quer um amante? O que você quer?

Para os apaixonados, a dica é olhar bem a sua listinha no passado e reflita sobre alguns erros que você não pode cometer no futuro: Neuras, infantilidades, loucurinhas… Fuja também de rotinas passadas e construa sua nova rotina com o seu amado.

Como diria Fernando Pessoa, “tudo vale a pena, quando a alma não é pequena”. Clichê não é este poeminha e sim fazer listas, e nós, particularmente, adoramos!

dancing with myself

janeiro 20, 2010

I Love to play alone.

Sim, é verdade! Nós, mulheres, não fomos criadas para a masturbação. Nossas mães nunca nos ensinaram a conhecer nossos corpos como os pais dos “meninos” fazem, orgulhosos de seus machos. Lembro de uma tia minha que, desde sempre, ensinava meus primos a “brincar no banheiro”. Até playboy para eles ela comprava.

Enquanto isso, meninas e mais meninas são prejudicadas porque não lidam bem com a masturbação. Eu lembro de ter uns 8 anos e minha mãe me dar de presente um livro chamado “De onde viemos”, com ilustrações do Ziraldo, super divertido. Outro dia estava na casa dela e não achei o livro. Mas enfim…

Eu fiquei menstruada muito cedo e, para quem não sabe, a libido feminina começa a aparecer com a ovulação, portanto, quando a menstruação da menina vem. O fato é que eu menstruei no mesmo dia em que eu dei meu primeiro beijo (acho que de nervoso), mas essa história do primeiro beijo não vem para este post não.

Voltando à quando fiquei menstruada, minha Mãe, inconvenientemente, me sentou na cadeira da sala e começou a desenhar um útero esquisito e me fazer perguntas indiscretas. Perguntou se eu tinha desde “coceirinhas”, às sensações diversas no banho. Fiquei tranqüila em relação as suas perguntas e ela me contou o que era masturbação e que aquilo não era errado, muito menos perigoso. Depois de uns dias, ganhei alguns livrinhos e desde então, sexo nunca foi um tabu entre mim e minha Mãe.

Sou adepta à masturbação, mas sem pensar em bizarrices. Dou risada quando falo sobre isso, porque acho mais é que a mulherada tem que se divertir. Eu brinco que adoro usar calça jeans, que adoro chuveirinho da ducha, que bidê é a melhor invenção do mundo, também acho o dedo um ótimo companheiro e tenho um brinquedinho. Mas o mais legal da masturbação é sentir-se à vontade com alguém, porque sozinho, ninguém é feliz.

Quando se conhece o próprio corpo, você está mais aberta a deixar que o outro encontre você em seu corpo. Falei disso com o meu namorado esses dias e nós dois, que estamos nos conhecendo ainda, concordamos com isso. Quando temos conhecimento sobre nós mesmos, o outro acaba nos conhecendo bem melhor e aprendendo muito mais rápido sobre nossos pontos sensíveis, pontos fortes e pontos fracos.

Eu conheço mulheres que odeiam se masturbar, mas acho que isso acontece porque existe essa “trava” de que é natural pro homem e não pras mulheres. E cientificamente falando, quando a mulher toma pílula ela não ovula, conseqüentemente existe uma diminuição do apetite sexual e muitas param de se masturbar.

O ministério da saúde também agradece, porque a masturbação é grande aliada ao combate do estresse e da depressão, além de deixar a mulherada mais feliz e coradinha. Clube da des(Conquista) também é informação e saúde. Portanto meninas, como diz uma colega minha, a Super Liah, bora brincar de DJ?

 

Trilha Sonora: Dancing with myself – Billy Idol

.:Momento Musical:.

janeiro 9, 2010

Resolvi postar somente uma música hoje que diz muito! Aposto que muitos de vocês vão se identificar, mas muitos mesmo!
Sabio De Leve que fez essa música , e meninas não adianta se iludirem, no fundo é só isso que eles querem!

[De Leve – O que que nego quer?]

Fala Rapaziada…
A parada é o seguinte,
Cê pode até dizer que não,
mas a verdade é que…

O que que nego quer?
Comer as mulé
Cê sai pra dar um rolé e quer
Comer as mulé
Depois de tomar um mé, quer
Comer as mulé
Disfarça enquanto der, mas cê quer
Comer as mulé

cê liga pras mulé
marca com as mulé
quer pegar as mulé
pra ver qual é

Na 1ª noite cê paga até o jantar
dá um cheque voador e manda ela relaxar
mas é por pouco tempo
depois não paga nem biscoito passatempo
bastou ficar dentro
mas tá no começo e cê se faz de romântico
chama pra passear pra dar um rolé no atlântico
cê diz ‘eu te amo’, ela acha lindo
mas conhece tua maldade e que cê tá mentindo, porque…

cê levou ela até em casa, cozinhou e lavou louça
fez tudo que pôde pra impressionar a moça
conversou sobre moda e gastronomia
mas só pensava em como comê-la em cima da pia
disse várias mentiras achando que não percebia
que você concordava com tudo que ela dizia
mas é claro que ela sabia tudo isso
cê parece camundongo que viu queijo suíço
ma ma ma mas é por pouco tempo!

filhos crescem e viram pai
mas nada muda e tudo vai
ô, filhos crescem, ô, viram pai
ô, nada muda, e tu se trai

seu caô não convence, não pense
que ela vai se amarrar
é um jogo nonsense e quem se
arrisca pode se machucar
tá todo mundo fingindo, tinindo,
indo fazer o que não gosta
pra depois ficar rindo, sentindo
prazer em cima ou de costas
tu mente mal pra caralho, diz que sai do trabalho
e que joga baralho com os amigos, né?
E que nunca tinha estado tão apaixonado
caô, ela sabe o que tu quer, diz!

Qual é a sua preferida ?

janeiro 6, 2010

Pra começar 2010 bem, ai vão algumas posições sexuais pra você escolher a sua preferida, lógico que existem muito mais posições e na hora H a criatividade é o que vale, então aproveitem para imaginar, imaginar e imaginar!