Archive for março \24\UTC 2010

Acerca da minha ausência – E meus anseios virtuais.

março 24, 2010

De repente, você se depara com um computador. É um notebook, tem câmera embutida, um áudio razoável. Aí, você se vicia em MSN, twitter, Orkut, Facebook, Skype e afins. Como se a coisa mais natural do mundo fosse ter uma vida virtual bem mais agradável que a pessoal. De repente, você confia em outrem para mostrar-se na câmera e ultrapassar as barreiras da vergonha: Seja bem vindo ao sexo virtual!

Porque ultimamente, convenhamos, está mais seguro fazer sexo virtual. Não transmite AIDS. Mas o outro pode espalhar fotos suas pela internet. É… Não é tão seguro assim. Mas nem só de sexo virtual vive a vida cibernética de alguém. Não existem mais olhares, mais aconchegos, mais charme. O antes era mais romântico e hoje em dia, um “kkkkk” é mais interessante que ouvir aquela risada gostosa de quem se ama!

Hoje em dia, os encontros são marcados sem o esforço do telefonema. Brigas são torneadas entre palavras mal interpretadas de um sujeito em ação rápida com seus dedos. E olhos derramam lágrimas por efemeridades.

Assumo, estou um pouco cansada dessa vida virtual. Talvez pelo excesso dela. Talvez pela minha história de blogueira. Ultimamente, 140 caracteres me bastam, quando só necessitamos poucos para dizer “eu te amo” ou “estou com saudade”. A coisa ou é menor ou maior que um sentimento que, na verdade, pode ser verdadeiro ou não!

Boquinhas, charminho, olhinho, peitinho… O que somos capazes de fazer? Caras eróticas em fotologs administrados por crianças? Realmente, tenho me questionado a existência de tanta impessoalidade! Ainda mais quando interpretamos os erros do mundo sem olhar nos olhos. Estou com saudade da carne. Estou com saudade do meu amor!

Anúncios

Um Oi rapidinho!

março 23, 2010

A vida realmente nos reserva surpresas interessantes… Engraçado como uma ida ao banco, pode render algumas borboletas temporárias no estômago! rs

É claro que contato visual é extremamente importante, mas se não deixamos claro nosso interesse, é capaz de perdermos uma ótima oportunidade por simplesmente calar, então pessoas, vamos falar? Vamos parar de ter vergonha de sentir vontade?

Geralmente as mulheres são mais reservadas, sentem vergonha, não querem se “expor” por medo do que o outro vai pensar e coisas desse tipo! Acho que deixar a vontade transparecer, faz parte do amadurecimento, entre outras coisas, óbvio que não precisa ” esfregar na cara” como diz o popular, para não ser vista como vulgar, tem que ser algo sutil, para ser sexy e provocante!

 Esse post nada mais é que dizer que as meninas desse blog estão passando por um momento intenso de transição, cada uma com sua particularidade, mas que sabemos que estamos em dívida com os leitores do blog, com os curiosos de plantão e com os amigos que nos acompanham… e que também mencionei o banco, porque foi uma experiência pessoal, muito bem resolvida e delisiosamente comprovada, mas que a arte de seduzir e atrair, pode acontecer na padaria, na esquina, no ônibus, no trânsito ou em qualquer lugar, desde que você esteja aberto e receptivo aos sinais!

Até breve…

Trilha Sonora – Girl, You´ll Be a Woman Soon – Urge Overkill